Hoje é Dia do Papeleiro!

Hoje é Dia do Papeleiro!

Já parou para pensar em quantas coisas importantes na nossa vida estão no papel? A certidão de nascimento, de casamento, a carteira de vacinação, o diário da adolescência, o seu livro preferido, o diploma da faculdade… às vezes nem percebemos, mas muitas das nossas memórias mais importantes estão gravadas no papel. E, por trás dele, existe um time de profissionais dedicados e apaixonados pelo que fazem: os papeleiros!

Você sabia que 20 de setembro é considerado o Dia do Papeleiro? A comemoração foi criada em 1956 e oficializada por lei em 2008, como forma de parabenizar esses profissionais que levam o papel até o nosso dia a dia. Para Victor de Andrade, Auxiliar de Manutenção em uma de nossas fábricas, essa data é de suma importância: “Ele (o papeleiro) tem que ser lembrado e comemorado entre nós da Suzano!”

Mas você conhece o trabalho de um papeleiro? Se não, vem com a gente entender um pouco sobre como é o processo de fabricação do papel e como os papeleiros, que são tão importantes para nossa essência e nossos negócios, estão inseridos nele.

• Separação das toras: As toras de eucalipto vêm das plantações e logo são medidas, lavadas e separadas, para que posteriormente sejam moídas em pedacinhos pequenos chamados de “cavacos”.

• Separação da celulose: Como a madeira é formada por lignina, celulose e alguns outros extrativos, mas o papel usa apenas a celulose, é necessário separá-la dos outros elementos. O papeleiro usa o dióxido de cloro para expandir esse material e separar a celulose, permitindo que o processo tenha continuidade.

• Preparo de massa: Chegou o momento do preparo de massa! Nele, a fibra de celulose é tratada para entrar na máquina de papel.

Aqui, uma equipe é responsável por tratar a fibra, além de adicionar alguns elementos como amido e carbonato de cálcio, para deixar o papel com a qualidade perfeita.

• Preparo e corte: A massa que a gente acabou de falar, ainda sob os cuidados do papeleiro, vai para outro maquinário. Nele, a água da massa é retirada e o processo continua passando pelo controle de qualidade até chegar em uma bobina com 56km de papel chamada de  “rolo jumbo”. Toda essa bobina vai ser desenrolada e cortada em blocos dos tamanhos e formatos que você conhece.

• Embalagem e armazenamento: Chegamos à etapa final e, depois de todo esse processo, o papeleiro continua presente: é hora de embalar e armazenar os pacotes que logo estarão nas lojas, nas escolas, no escritório, em casa e em vários outros lugares.

Ufa! É bastante coisa, né?

E olha que depois de toda essa produção, é hora do trabalho do papeleiro ser usado para ser impresso, desenhado, rascunhado, transformado em origami… as opções são infinitas, mas tudo isso é graças a eles: os papeleiros! Por isso, o Helio Moreira, nosso Assistente de Infraestrutura, acredita que esse dia deve ser sempre lembrado e comemorado: “Que a gente celebre por muitos e muitos anos essa data muito significativa para todos nós”.

Por isso, não só hoje, mas todos os dias, a Suzano agradece e tem orgulho em ter vocês ao nosso lado. <3 #orgulhoemsersuzano

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Digite o código da imagem acima