Festa dos Encantados

Festa dos Encantados

Inspirado nos indígenas Guajajara, no Maranhão, a animação “Festa dos Encantados” recebeu o Prêmio Mercosul de Direitos Humanos no 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2018). O curta-metragem foi inspirado no projeto Alma Brasileira – Coisa de Índio, em parceria com a produtora Coletivo 105, Idade da Pedra e Instituto Marakapy. Além do troféu, os autores receberam como premiação o valor de US$500,00, que será destinado ao Fundo de Produção Audiovisual para Jovens Indígenas do Maranhão do Instituto Makarapy.

O projeto Alma Brasileira – Coisa de Índio tem como objetivo fomentar a autonomia dos indígenas por meio da formação de jovens em técnicas de linguagem audiovisual. Ao registrar as tradições de seus povos, contribuímos para que esses jovens se tornem multiplicadores e fortalecedores das celebrações tradicionais. O projeto está presente nos povoados Krikati, Gavião e Guajajara (MA).

“Com este projeto, apoiamos o fortalecimento das celebrações tradicionais por meio de registros audiovisuais realizados pelos jovens indígenas. A partir do conhecimento adquirido, esses jovens se tornam multiplicadores das tradições. Para a Suzano, é um orgulho contribuir com este processo tão enriquecedor nas aldeias presentes em nossa região de atuação”, afirma Ana Paula Soares, nossa coordenadora de Sustentabilidade.

“Festa dos Encantados”, que foi reconhecido também em 2016 no 11º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões como Melhor Direção de Arte, conta a história de um índio Guajajara em busca do irmão perdido em terras maranhenses. Ele encontra um mundo subterrâneo habitado por seres encantados, e ali permaneceu até aprender todos os rituais e cânticos de várias celebrações.

Ficou curioso para assistir? É só acessar aqui: https://bit.ly/2tHNHNy!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Digite o código da imagem acima